Como criar uma boa experiência de compra com o marketing sensorial

Ter um espaço físico para vender seus produtos custa caro, por isso ele deve ser muito bem explorado para oferecer uma boa experiência ao cliente e induzi-lo a comprar mais.

 

Explore os sentidos

Uma estratégia para promover uma boa experiência de compra é utilizar os recursos do marketing sensorial, que trabalha os nossos cinco sentidos: tato, visão, olfato, paladar e audição. Essa é uma boa alternativa pois cria, no consumidor, memórias afetivas que serão ligadas à sua loja. Cada compra deve ser uma experiência incrível.

 

Olfato

Ter um aroma próprio da sua loja é um dos quesitos, pois o perfume entra sem pedir licença, fica gravado na memória e pode provocar sensações como bem-estar, calma ou até mesmo inquietude. Além disso, ao passar em frente ao seu estabelecimento, o cliente com certeza será atraído pelo bom cheiro. Se você vende perfumes, prefira fragrâncias mais neutras para que o seu aromatizador não interferir na amostragem dos seus produtos. Algumas grandes marcas como MMartam, Lelis Blanc e Melissa, por exemplo, são referências de aromas marcantes e algumas delas até os comercializam. 

Procure um profissional ou empresa especializada para desenvolver esse produto para  sua loja conforme os objetivos do seu negócio.

 

Visão

Uma vitrine bonita, prateleiras bem organizadas, iluminação agradável e um padrão de identidade visual bem alinhado. Tudo isso causa conforto e faz com que o cliente queira estar naquele ambiente. Mantenha os produtos com o rótulo no mesmo sentido, não deixe espaços vagos nas prateleiras, determine padrões de organizações por formas e categorias, não exagere nos cartazes e divulgações. Lugares poluídos visualmente causam desconforto e fazem com que o cliente queira ir embora.

 

Audição

Qual é a identidade musical do seu negócio? Alguns estilos musicais e, no volume correto, podem conversar melhor com o perfil do seu público. Por exemplo: hamburguerias de estilo americano normalmente tocam rock, por ser um estilo originário dos EUA. Seria um pouco incoerente tocarem samba, por exemplo, que combinaria mais com um lugar que venda comida brasileira. Ou ainda: uma loja de roupa infantil tocar heavy metal! Deixe de lado suas preferências musicais neste momento e leve em consideração as dos seus clientes.

 

Paladar

O paladar pode ser um dos sentidos mais difíceis de trabalharmos dentro de perfumarias, lojas de cosméticos ou farmácias, mas pense novamente no perfil do seu público e  modelo do seu negócio. Algumas lojas deixam à disposição do cliente água, café e algum tipo de bolo caseiro, para servirem-se. Fazer parcerias pode ser uma boa alternativa. Doces e petit four também podem conversar bem com o modelo do seu negócio e o perfil do seu cliente. A ideia aqui, não é disponibilizar uma refeição completa, lembre-se: queremos promover uma experiência, por isso devemos pensar em algo que seja saboreado em pé, rapidamente, entre uma conversa e outra. Queremos, sempre, que o cliente permaneça por mais tempo na loja e claro, que volte. 

 

Tato

Deixar o cliente ter contato com as texturas dos seus produtos é fundamental. Pense na maciez de um pincel de blush, na cremosidade de um hidratante, na leveza de uma água micelar. Os cosméticos trabalham muito com isso e explorar esse potencial é uma carta na manga. 

 

Por que explorar os sentidos?

Todos esses sentidos ficam ligados a uma parte do nosso cérebro que é inconsciente e isso faz com que tenhamos atitudes sem pensar muito, às vezes levados pela emoção, isso porque as experiências que envolvem os sentidos nos tira do nosso “estado original”: ficamos mais relaxados ouvindo uma música, o batimento acelera com alguma memória, a temperatura do corpo se altera e tudo isso fica registrado sem que percebemos. Além da parte irracional, boas experiências que envolvam nossos sentidos criam boas memórias afetivas. Toda vez que seu cliente sentir aquele cheiro único, comer aquele doce que experimentou pela primeira vez lá, ouvir aquela música que sempre toca na sua loja, vai lembrar do seu estabelecimento e do que viveu naquele dia. Se foi algo bom, ele vai querer voltar. 

 

Estude seu cliente e seu negócio

Para criar boas experiências é necessário ter muito bem estabelecido o perfil do seu cliente, afinal você deve oferecer algo que provoque boas sensações nele. Se possível, faça uma pesquisa online ou offline com seus clientes para entender melhor as preferências.

Além disso, todas as experiências precisam estar alinhadas com a identidade do seu negócio. 

 

A MIG além de distribuir beleza, dá todo o suporte necessário para que suas vendas sejam um sucesso! Acompanhe nossas redes sociais e aproveite todo o conteúdo: compartilhe nas redes de suas lojas.

 

Facebook

Instagram

LinkedIn

Leia também